Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Joseph Murphy’

Então tá, gente. Começou 2011. Mãos à obra pra fazermos como diz naquela mensagem do Drummond que anda circulando na rede: ter um ano novo da cor do arco-íris… Os primeiros dias de janeiro para mim são ideais pra escrever algumas metas, não planejamento, porque já aprendi a abdicar da antiga rigidez, quando definia mês a mês o que queria fazer. Não, não. O tempo passou, sábio tempo, e me ensinou a fluir mais em vez de controlar tanto. Mas fluir na direção do meu desejo, como um rio que segue seu curso em curvas, largos, quedas, mas sabendo que chegará no mar…

Tenho três grandes desejos pra 2011. Não vou contar aqui quais são. Desculpem..rs Mas já os anotei pra reforçar a mensagem em meu subconsciente. Sim, acredito muito sinceramente no que ensina o Dr. Joseph Murphy no imperdível livro O Poder do Subconsciente (baixe aqui). A gente precisa ser nosso melhor amigo, senão, não tem planejamento em planilha de Excel que nos acuda. Se você quer ser amado, quer que a vida flua com facilidade, quer ter boas pessoas no seu caminho, quer viver em paz, não há outro jeito. Tem que pensar direito. E pensar direito é pensar bem, pensar para o bem, para o seu bem e o de todos. Afinal, pra que se criticar tanto? Sejamos nossos amigos, não nossos algozes.

Faz tempo que tenho uma idéia pra escrever um post e acho que agora é o momento. Ano passado cheguei a uma conclusão muito importante na vida. Entendi que aquele bordão que fiz “a felicidade é uma escolha” precisa ser complementado. Digo isso já que nunca entendi porque eu escolhia ser feliz (claro, ninguém é maluco de escolher o contrário, não é?), mas nunca alcançava tal objetivo. Foi aí que caiu uma ficha muito boa e tive a idéia de complementar a máxima: “a felicidade é uma escolha mental”.

Como assim? É o tal poder do pensamento que a PNL tanto fala, questão de se reprogramar. Quer fazer um favor a você mesmo? Faça agora uma listinha das suas principais crenças. Não digo crença religiosa, digo aquelas frases que você vive repetindo inconscientemente e que, em geral, são bem negativas. Alguns exemplos, pra estimular você: “tudo é difícil”, “homem não presta”, “mulher só quer homem com grana”, “nunca consigo ser reconhecido profissionalmente”, “faço tudo errado”, “o mundo tá cheio de gente ruim”, “minha saúde sempre foi fraca”. Etc. ao infinito! Quem de nós já não se pegou repetindo frases assim, ou piores, como um mantra?

Por isso que digo: a felicidade é uma escolha mental. Porque é uma escolha de qual pensamento a gente vai gerar, nutrir, repetir e atrair. Não adianta querer ser feliz se a gente só pensa coisa ruim, concorda? Por melhor pessoa que eu seja, não conseguirei. Não é à toa que Louise Hay faz tanto sucesso. Não é auto-ajuda de segunda categoria, não. É um ensinamento que ela testou, uma forma de viver com mais saúde, mais alegria, mais paz, atraindo melhores situações e pessoas pra perto de nós. E olha que se você souber as coisas que ela passou na infância, vai ver que teria muitos motivos pra ficar se lamentando.

Eu aprendi que nosso pensamento pode ser representado por dois cães. Um que quer nos morder e um que balança o rabinho porque é nosso amigo. Cabe a nós decidir qual dos dois desejamos alimentar. Vamos nutrir as crenças antigas e negativas que repetimos pelos anos afora? Ou vamos ser nosso melhor amigo em 2011 e gerar idéias mais positivas? Cabe a nós a escolha, a escolha mental, em prol da nossa felicidade.

Que todos tenhamos mais cuidado com o que pensamos. Que todos contribuam para nutrir o mundo com formas-pensamento mais favoráveis para a evolução da humanidade. Que você crie um pensamento positivo, agora, lendo este meu post. É meu sincero desejo. Feliz 2011, feliz mente nova pra você, pra todos.

***

Para te inspirar, veja abaixo um vídeo com entrevista da autora Louise Hay. São 10 partes. Para ver todas, clique aqui. Vale muito a pena!

Read Full Post »