Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘blog’

Diz o ditado “Deus deu uma vida pra cada um, pra cada um cuidar da sua”. Então, vou aproveitar a sabedoria popular para criar minha paráfrase: “Deus deu um blog pra cada um, pra cada um cuidar do seu.” Explico. Há alguns dias encontrei uma amiga e, conversando sobre o que ambas estávamos fazendo de bom, ela me perguntou:

– Você tem blog?

– Sim – respondi.

– Mas é um blog profissional?

Começa aí o ponto do incômodo. O que seria um blog profissional? Melhor dizendo: o que seria um blog profissional para uma redatora, como eu? Pensei. Pensei… Meu blog não é profissional? Depende do ponto de vista.

Certamente a amiga em questão esperava que eu escrevesse sobre assuntos mais “sérios”, suponho. Há blogs sobre marketing, sobre inovação, sobre gestão de conhecimento, sobre gastronomia e até sobre budismo (todos ótimos dentro de suas propostas e escritos por grandes amigos). Mas e o meu blog? Pra mim é de uma seriedade imensa, embora o tempo me traia na atualização constante. Afinal, nele trato de memórias e histórias. Se você lembrar que sou redatora, isto está altamente de acordo com minha profissão, que afinal é: escrever.

É curioso. Blogs de assuntos empresariais são profissionais. Outros se enquadrariam mais como blogs de comportamento e outros ainda  como pessoais (acho que foi nesta categoria que minha amiga quis me enquadrar até com certo desdém). Bem, vamos lá. O site Museu da Pessoa é profissional ou pessoal? Afinal, seu conteúdo são histórias pessoais. Diga-se de passagem é uma grande idéia, que muito me atrai.

Se a gente for olhar mais a fundo a controvérsia que gerou este post podemos dizer que o problema é a velha dicotomia entre emoção e razão. Blogs pessoais são emocionais. Blogs profissionais são racionais, trazem informação “relevante”. E aqui cabe a pergunta: relevante pra quem? Já li histórias de vida que foram muito mais relevantes pra mim do que tratados de marketing ou economia. O que faz a relevância? O que faz um bom conteúdo? Depende muito de quem lê e com qual fim. Se a escritora de Harry Potter, J. K. Rowling, tivesse ouvido as críticas que certamente surgiram no seu caminho até virar best-seller, teríamos perdido muito do sonho, da imaginação, da fantasia, da emoção enfim. Que bom que ela escreveu literatura fantástica e não sobre assuntos “racionais”. Há lugar para todos, penso eu.

Bom seria se todos os blogs fossem não só profissionais, mas também pessoais, recheados de opinião verdadeiramente. E não cópias muitas vezes de outras matérias divulgadas aos bilhões pela web. Quem me lê sabe que busco escrever a partir da veia e do coração. E isso pra mim é altamente sério, altamente necessário, e altamente profissional. Sou uma contadora de histórias, minhas ou não. Então, tomem seus acentos e vamos juntos seguir viagem, independente do que o senso comum aceite como importante ou não. Todos estão convidados.

Anúncios

Read Full Post »

planta-3

21 de janeiro. 2009, ano do Sol. Finalmente meu blog tão pedido, tão incentivado, tão esperado nasceu. Aquariano (que bom!) e espero que isso o torne original, visionário, diferente e uma porta aberta para novos amigos.

Meu primeiro blog. Digo primeiro porque, quem sabe, outros não virão na esteira do tempo? “De volta pra casa” é um jeito criativo de expressar meus pensamentos, idéias, sentimentos, anseios e sonhos. Falo do meu lugar, do meu espaço, da minha casa do coração.

É bom voltar pra casa – após longos anos – e focar no que é realmente importante. Agradeço a todos que me ajudaram para que este momento acontecesse, em especial a Patrisia, Shalla, Renata e Cristiana, minhas incansáveis incentivadoras.

Compartilhem, comentem, respirem junto e sejam muito bem-vindos!

plantab-002

Read Full Post »